"Mas ainda há um tempo entre o momento em que as rachaduras começam a se abrir e o momento em que nós nos rompemos por completo. E é nesse intervalo que conseguimos enxergar uns aos outros, por que vemos além de nós mesmos, através de nossas rachaduras, e vemos dentro dos outros através das rachaduras deles." — John Green, Cidades de Papel

Deixe uma ask aqui
Description
Don’t lose your faith to your lost naivete
danad-a:

"ngm se xinga" vai nessa
so-personal:

everything personal

“O para sempre é composto de agoras.” — Cidades de papel